SIGESP

Home Concessões Públicas Timbó: ‘a Pérola do Vale’

Timbó: ‘a Pérola do Vale’

by Portal SIGESP

Campeã Geral – Pequeno Porte

É Timbó, também em Santa Catarina, que fecha o ranking das cidades campeãs gerais deste Anuário. Localizada no Vale Europeu, conhecida como ‘Pérola do Vale’, essa cidade de pequeno porte, que ostenta cenários encantadores, onde se valoriza a cultura ítalo/germânica trazida pelos primeiros imigrantes ainda no século XIX, aproxima-se dos 50 mil habitantes. E, com todo orgulho, é o prefeito Jorge Augusto Kruger (PP) quem fala sobre este reconhecimento que se repete ainda no Grupo Indicadores Sociais, no qual também a cidade é campeã.

Reeleito em 2020 com 63% dos votos, Kruger conta que Timbó também é intitulada ‘A Capital do Cicloturismo’. “Temos aqui o primeiro circuito do País criado especialmente para o cicloturismo, este turismo de lazer e ecológico que buscamos desenvolver cada vez mais, e dessa forma potencializar nosso município, valorizando as particularidades que possuímos”.

PROGRAMA PAVIMENTA TIMBÓ Prefeitura investe em mobilização urbana (Crédito:Divulgação/prefeitura de Timbó)

No município, o empreendedorismo também é muito forte. De acordo com o prefeito, as indústrias e comércio diversificado continuam despontando no cenário econômico, mantendo o equilíbrio financeiro da cidade no que tange à iniciativa privada e consequentemente à pública também. “Mesmo diante da pandemia continuamos com a produção de nossas indústrias a todo vapor e contratando mão de obra”, diz o prefeito, observando que no período percebeu-se que muitos deixaram de ser empregados e passaram a ter seu próprio negócio, aproveitando a demanda existente.

Segundo ele, em janeiro de 2021 o município contava com 2.680 MEIs e atualmente são mais de 3.700, o que representou um aumento de aproximadamente 40% de empreendedores. “Observamos que o trabalho que desenvolvemos na Sala do Empreendedor, órgão vinculado à Secretaria da Fazenda e Administração, promove um suporte importante para que novos empreendedores vejam em Timbó uma oportunidade diferenciada”, pontua ele, frisando que o turismo local também despertou o interesse por novos atrativos e investimentos.

A administração está realizando diversas concessões públicas com foco na exploração pela iniciativa privada, já firmadas no caso do Complexo Turístico Jardim do Imigrante, no Jardim Botânico e no Parque Central. “Também está em processo de concessão aberto a antiga Sociedade Recreativa, espaço esse que foi adquirido em nossa administração e que passará a ser o futuro Mercado Público Cultural Leopoldo Kurtz”, adianta ele.

Modelo de gestão

Destacando que todo recurso público deve ser revertido para o benefício da coletividade, Kruger diz que desde o início de sua gestão, juntamente com seu secretariado, procurou cortar gastos revisando contratos, diminuindo as despesas com a máquina pública, fazendo parcerias público-privadas para um governo de resultados. Em resumo, tudo muito bem planejado antes de qualquer execução.

O prefeito defende ainda que é preciso continuar brigando pela mudança do Pacto Federativo, que concentra a maioria dos recursos em Brasília. “Quanto mais os recursos estiverem nos municípios, maior será o poder fiscalizatório da população e melhor será o direcionamento desses recursos para questões que realmente vão ao encontro da cidade”, frisa Krugel, citando que a população participa junto da administração, seja por meio dos Conselhos Municipais ou das entidades de classe, das associações de moradores, do setor industrial, ou mesmo daquele senhor, daquela senhora que atuam ativamente nas políticas públicas do município e ajudam a construir uma cidade cada vez melhor. “Também acredito que nossa colonização, de origem principalmente alemã e italiana, teve papel importante para podermos chegar a esse patamar. Quando nossos antepassados se instalaram nessas terras, a partir de meados do século XIX, tiveram como objetivo o desenvolvimento político e econômico do local”.

MENOS BUROCRACIA Simplifica Timbó é um programa que incentiva o empreendedorismo (Crédito:Divulgação/prefeitura de Timbó)

Simplifica Timbó e as PPPs

O empreendedorismo na cidade tem diversos segmentos e Kruger diz que sua administração tem buscado desburocratizar os processos. Segundo ele, foi criado, por exemplo, o Simplifica Timbó, um novo departamento pelo qual são oferecidos à comunidade um espaço voltado ao atendimento com mais de 500 serviços do município, do Estado e da esfera federal em um único ambiente, um diferencial no País também no atendimento direto ao munícipe, seja ele pessoa física ou jurídica.

De acordo com o prefeito, nesse sistema de atendimento é possível também se ter uma gestão com resultados, sem contar que Timbó foi um dos primeiros municípios brasileiros a implantar um programa de Parceria Público Privada (PPP) na área da iluminação pública. “Agora partimos para outras PPPs, como por exemplo para na área do Turismo. Com esse programa das PPPs conseguimos gerar mais economia aos cofres públicos no curto prazo e mais eficiência na execução dos projetos e obras” . O prefeito faz questão de destacar mais uma vez as empresas que continuam gerando empregos constantemente, pois são de atividades diversificadas e sempre têm o apoio da municipalidade.

AS TOP CINCO GERAL
1. Timbó (SC)
2. Carlos Barbosa (RS)
3. Pomerode (SC)
4. Panambi (RS)
5. Garibaldi (RS)

Mobilidade e sustentabilidade

A Prefeitura trabalha com muito afinco na mobilidade urbana, por meio do Programa Pavimenta Timbó – pelo qual se está pavimentando toda a cidade –, e com foco na sustentabilidade, com projetos desenvolvidos principalmente pelo Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Timbó (SAMAE). Por meio dele, Timbó conta com cobertura de 100% no recolhimento do lixo orgânico e reciclável. O SAMAE implantou no início de 2019 o Ecoponto, um espaço para que a comunidade possa entregar materiais recicláveis e móveis para descarte ou reuso. Inclusive, numa parceria com a Assistência Social do município, os móveis que têm condições de ser reutilizados passam por reforma e são distribuídos a quem precisa.

Em janeiro de 2021 o município contava com 2.680 MEIs e atualmente são mais de 3.700, o que representou um aumento de aproximadamente 40% de empreendedores

O município é sede do Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (CIMVI), composto por Timbó e outros 14 municípios, que promove toda reciclagem de lixo e agora parte para transformar o lixo orgânico em gás. Por fim, por meio do seu departamento de Meio Ambiente, conta com espaços exclusivos nos parques para aulas ao ar livre e contato direto das crianças com a natureza. No ano passado também foi criado o Grupo Intersetorial de Educação Ambiental (GIEA), com o objetivo de ampliar o trabalho de educação ambiental em Timbó, identificando, analisando, propondo e executando ações de cunho ambiental na educação formal e informal. O Grupo está envolvido em diversos setores para executar o Programa Municipal de Educação Ambiental – PROMEA Gaia Timbó.

O principal desafio

Como toda a cidade em movimento, para o prefeito Jorge Augusto Kruger o principal desafio, agora, como projeto macro para Timbó, é desenvolver a cidade, mas não perder a qualidade de vida. “Para tanto vamos buscar – talvez seja a primeira vez que eu fale disso publicamente – diretrizes concretas por meio de leis, compondo junto com a população e com as entidades civis e empresariais, para os próximos 20 anos, um ordenamento jurídico que nos dê, no futuro e para os próximos prefeitos, principalmente, mais segurança para governar. Um novo ordenamento jurídico municipal que direcione melhor as próximas administrações, embasado com a realidade e com o avanço do desenvolvimento em nosso do município”.

Related Posts